Subvalorização Acionária em Crises Financeiras sob a Ótica de Teorias de Estrutura de Capital: Um Estudo junto às Maiores Empresas Brasileiras

Ana Paula Capuano da Cruz, Ana Paula Mussi Szabo Cherobim, Márcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo

Resumo


Este estudo pretende verificar se, em momentos de crise financeira, há relação entre variações da precificação acionária, estrutura de capital e rentabilidade das empresas estudadas. Trata-se de um estudo de evento, desenvolvido por meio de estatística descritiva, testes de hipóteses não paramétricos e modelagem de equações estruturais. A estrutura de capital não influenciou a variável latente rentabilidade, tendo influenciado apenas a rentabilidade ajustada das empresas estudadas. A variação da precificação acionária foi influenciada pela estrutura de capital e não sofreu influência da rentabilidade das companhias pesquisadas. A hipótese de que as empresas mais rentáveis apresentam menor variação no valor de mercado não foi confirmada. Em síntese, é possível afirmar que as características internas à firma podem explicar parte das variações do valor de mercado. Sugere-se a incorporação de fatores externos à empresa e inerentes à crise, bem como a consideração do “efeito manada” de forma a aprofundar futuros estudos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN: 1984-3925

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

Indexadores e Diretórios:

Logotipo SPELL Logotipo IBICT Logotipo LATINDEX Logotipo OPENAIRE Logotipo DOAJLogotipo Cengage Logotipo EBSCOLogotipo REDIB Logotipo ESCI